Melhores Momentos do Meia Arthur pelo Vasco da Gama

Anúncios

Gabriel O Pensador agora descobre jovens talentos da bola

Cantor comanda projeto para garimpar e preparar jogadores de futebol

Fonte: Estadão por Tiago Rogero

Em 1993, o carioca Gabriel O Pensador lançou o primeiro CD. Oito anos depois, publicou um livro e, em 2010, virou empresário da bola. Criou o “Pensador Futebol”, projeto com jovens de várias partes do Brasil, muitos de famílias carentes.

Quase dois anos depois, Gabriel começa a colher os resultados. Se não financeiramente – “ainda”, frisa –, pelo menos entre as quatro linhas.

O cantor e escritor administra as categorias de base do Duque Caxiense, da Baixada Fluminense. Todo mês, cerca de 100 meninos, com idades entre 14 e 17 anos, treinam no campo alugado no bairro Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias. No alojamento, logo em frente, moram 30 jovens de Rio Grande do Sul, Bahia e cidades do interior do Rio de Janeiro.

Há atletas que começaram no Caxiense – e que continuam tendo Gabriel como empresário – nas categorias de base de Vasco, Fluminense, Cruzeiro e Santos. Diego “Baiano”, de 17 anos, foi “descoberto” na Bahia e hoje está nos juniores do Vasco, onde foi apelidado de “Dedé da base, devido à estatura e boa impulsão. “Tenho meu próprio estilo, mas, como ele, faço muitos gols de cabeça”, orgulha-se o atleta.

Diego Melo

Julen é outra “estrela” de Gabriel. Aos 17 anos, o brasiliense – corte de cabelo no melhor estilo Neymar, brinco na orelha, cordão no pescoço – joga como meia-atacante na base do Fluminense. “Sou ousado”, define-se.

Julen jogou pelo Juvenil do Vasco em 2011

Apesar do objetivo social – “e não posso ter vergonha disso”, diz Gabriel –, o empresário não esconde a intenção de lucrar com o novo ramo, até o momento custeado integralmente por ele. “Custa caro”, conta o Pensador, que não quis revelar o valor exato investido.

Além dos gastos com o staff (técnico, auxiliar, psicóloga, fisioterapeuta e outros profissionais), Gabriel dá uma “bolsa” aos atletas mais carentes.

NOVO RAMO
A carreira de empresário começou por acaso. O filho de uma empregada da família jogava bem, mas já havia “passado da idade”. Gabriel, que tinha amigos no futebol graças à música, levou o garoto até um empresário de Porto Alegre. “Ele me explicou como eu poderia ajudar garotos. Viu que eu estava interessado e sugeriu que fizesse um jogo aqui no Rio, organizasse uma ‘peneira’ (teste para selecionar atletas).”

Organizou o jogo e uma coisa levou à outra. Conheceu mais gente do ramo. Ficou sabendo do Duque Caxiense, que “não tinha campo, nem estrutura e estava precisando de ajuda para cuidar da categoria de base”, e começou. “Logo de cara, vimos que era melhor fazer bem feito”, lembra. Contratou preparador físico, de goleiros, fisiologista, e tudo começou a ficar um pouco mais caro que esperava, mas não desanimou.

Para este ano, o cantor quer montar uma equipe mirim e outra de juniores, e não descarta a possibilidade de assumir um time profissional. Ele está à procura de patrocínios por meio da lei de incentivo ao esporte.

“Hoje, me sinto mais à vontade de mostrar um trabalho concreto e falar com o empresário: ‘Os resultados são estes, mas poderiam ser ainda maiores’.”

Pensador está consciente da responsabilidade advinda da função. “Estamos mexendo com o sonho de muita gente e acabo me apegando pessoalmente, conheço as famílias”, disse o cantor.

Na “pelada” de confraternização do time, no fim do ano, Gabriel jogou, marcou gol. Pegava na bola e a meninada gritava: “Não vai bater no Gabriel, hein?”

O futebol, que era um hobby, virou uma responsabilidade. “Mas também me dá alegria. Hoje, torço mais por eles (seus jogadores) do que pelo Flamengo”, admitiu o rubro-negro fanático.

Além do projeto, Gabriel O Pensador tornou-se recentemente embaixador do “Dream Football”, projeto do ex-atacante português Luís Figo que seleciona vídeos de jovens que sonham em ser jogadores de futebol.

O material é avaliado pela equipe do projeto, coordenada pelo técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, e atletas de destaque podem ser selecionados para testes em grandes equipes europeias, como a Internazionale, da Itália.

Figo se une a Felipão e Gabriel O Pensador, e lança projeto no Brasil
fonte: Uol por Vinícius Castro 

Eleito o melhor do mundo pela Fifa em 2001, o ex-jogador português Figo pegou carona na exposição do Brasil em razão da Copa do Mundo de 2014, e resolveu desembarcar no país o projeto “Dream Football”, criado para dar oportunidades aos novos talentos através do envio de vídeos via internet. Em cerca de três meses, um evento com a presença do ex-craque será realizado para anunciar oficialmente a iniciativa.

O projeto tem como padrinhos o cantor Gabriel, O Pensador, e o técnico Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras, que faz parte do corpo de observação técnica. O objetivo é promover aos jogadores de comunidades carentes a inclusão social e dar oportunidades em clubes de médio e grande porte, conforme já aconteceu em 178 países.

Continuar lendo

Vasco prepara contrato profissional para Thiago Mosquito

Os 16 anos representam uma espécie de maioridade na carreira de um jogador de futebol. Afinal, é a partir desta idade que o atleta pode finalmente assinar um contrato profissional com um clube. Atento a isso, o Vasco finaliza o processo para garantir a permanência de Mosquito, que faz aniversário nesta sexta-feira. O atacante foi o grande nome da Seleção Brasileira sub-15 que recentemente conquistou o Sul-Americano da categoria.

Mosquito

Assim como os demais jogadores que defenderam a Seleção, Mosquito está de férias até o início de fevereiro. Quando voltar ao trabalho, o atacante, seus pais e o Vasco deverão formalizar o vínculo, que terá duração de três anos – o máximo tempo possível da duração do contrato permitido a um atleta de 16 anos. O jogador foi recentemente promovido aos juvenis e não foi incluído no grupo que na madrugada desta sexta-feira viajou para a disputa de um torneio no Qatar.

Quando os pais querem que o atleta fique, é mais de metade do caminho andado para a assinatura, e esse é o caso do Mosquito. O contrato está sendo feito pela diretoria, mas acreditamos que tudo será resolvido tranquilamente. Estamos conversando com os responsáveis do jogador desde o ano passado, e agora que ele completou 16 anos, é dar continuidade – afirmou Humberto Rocha, diretor das divisões de base do Vasco.

O lateral-direito Foguete e o meia Danilo, que também defenderam a Seleção sub-15, deverão assinar contratos profissionais com o Vasco em breve. Mosquito, cujo nome de batismo é Thiago Rodrigues, foi eleito o melhor jogador e terminou o Sul-Americano como artilheiro, com 12 gols em sete partidas disputadas.

Por Gustavo Rotstein para o globoesporte.com

Foguete e Danilo viajaram para o Catar, diferentemente do Meia Matheus Índio e do Volante Heitor Bispo que assim como Thiago Mosquito não viajaram.

Importantíssimo acompanhar o desenrolar dessas negociações que sempre são muito difíceis.

Atacante Cícero é destaque do Vasco para o Jornal Extra

Reportagem Raphael Zarko para o Extra

Sentados no concreto do estádio, pai e filho veem o campo mais de perto – ainda sem nas obras, em São Januário. Cicero, de 18 anos, vai ter a primeira chance de mostrar que pode vestir a camisa 9 do clube, nesta quinta-feira, na estreia do time na Copa São Paulo de Juniores, contra o São Francisco (BA). Com paciência, esperou na fila de até 11 garotos, entre eles, dois de sobrenome famosos, como Rodrigo Dinamite e Romarinho de Souza Faria.

Cícero

Com 1,82m e 80 kg chegou aos 13 anos em São Januário. Ainda no seu primeiro ano de juniores, Cícero surpreende pelo nível físico que apresenta, com resultados entre os três melhores da categoria. A força e o estilo de jogo o faz ser comparado a um atacante que não vive seus melhores dias.

– Acho que meu estilo de jogo se parece um pouco com o Adriano, como falam aqui para mim.

Filho do comerciante de máquinas e ferramentas João Dazzi Bobbio, Cícero ainda era criança quando decidiu deixar seu quarto, em Linhares (ES), onde tinha videogame, ar condicionado, TV e todo conforto de uma família de classe média, para morar debaixo das arquibancadas e dividir alojamento com outros sete garotos.

– Sempre tive coisas boas em casa, por isso acho ainda mais difícil largar tudo para um lugar onde tenho metade do que tinha. Mas agora é a minha oportunidade. É a hora de mostrar porque estou aqui – diz, determinado, Cícero.

O último atacante revelado nas categorias de base do Vasco, que foi campeão e titular e teve sucesso no profissional foi Valdir, que despontou no únco título da Copa São Paulo de Juniores, em 1992. No longo intervalo, poucos tiveram chances, como Allan Kardec, hoje no Santos, que não foi bem no profissional.

– Quero mudar essa história. Sei que o Vasco não forma um atacante que a torcida considera ídolo há um tempo. Estou ansioso. Quero ir bem na Copa São Paulo e aproveitar essa brecha, para subir para o profissional o mais rápido possível – afirma ele, que é descendente de italianos e passaporte para o país europeu.

Achado pelo olheiro Nelson Teixeira, falecido recentemente, Cícero foi descoberto pelo ex-jogador vascaíno Bismarck, que o empresaria há seis meses. O contrato com o Vasco, assinado em 2009, vai até setembro deste ano. Bismarck lembra que, se o Vasco não aproveitar o garoto, o mercado dele é grande na Europa.

– É um atacante de área, que vai bem de cabeça, tem uma canhota femonenal, que tem tudo para se destacar na Copinha. Tem todas características para ir bem lá fora, mas o Vasco também pode aproveitar no profissional – afirma Bismarck, que compara o estilo de jogo de Cícero ao de Leandro Damião.

´Quero a minha história, com meu suor´

João, pai de Cícero, se arrepia só de falar no sonho da vida da família: ver um estádio gritando pelo nome do filho. Para ele, seria uma emoção do tamanho do próprio nascimento de Cicero. Com a opção de um dia voltar para Linhares para cuidar dos negócios do pai, o atacante dos juniores do Vasco não pensa no dinheiro e nunca quis ajuda da família no Rio, para não se destacar dos outros companheiros, a maioria de origem humilde.

– Tem gente que diz que quer ficar rico, milionário no futebol, ir para a Arábia. Eu jogo porque gosto. Quero chegar na minha cidade, ouvir: “É o Cicero, que joga no Vasco” Tenho isso na minha cabeça o tempo todo – diz Cícero.

Quando chegou ao Rio e foi aprovado após duas semanas em teste, Cícero mal saída de dentro de São Januário, tamanho era o medo que seus pais tinham de que algo de ruim acontecesse ao filho. A alimentação também era um problema: algumas vezes o pai enviou dinheiro para ele comer fora do clube.

– Ter outra condição de vida não me tira responsabilidade nenhuma. Não penso em jogar e, se não der certo, estou tranquilo. Puxo fila no treino, me dedico ao máximo para não depender de ninguém. Quero a minha história, com meu suor – afirma ele.

Zagueiro Jomar é promovido e vai a Atibaia ocupar vaga de Victor Ramos

A comissão técnica do Vasco já definiu o substituto do zagueiro Victor Ramos na delegação que embarca para Atibaia nesta sexta-feira: o jovem defensor Jomar, que teve as primeiras oportunidades em 2011 e foi definitivamente promovido aos profissionais.

Jomar, 19 anos, e atuou pelo Tigres antes de chegar a São Januário para a disputa do Estadual Sub20 de 2011. Com a iminente saída de Victor Ramos, que negocia com o Bahia, o caminho ficou livre para a promoção ser concretizada.

Além do Zagueiro o Técnico Cristóvão pode contar com os seguintes atletas em último ano de Júnior:

  1. GUILHERME MORANO – Atacante
  2. ARTHUR FARIA MACHADO – Meia
  3. WILLEN MOTA INACIO – Atacante
  4. ROMARIO CORREA DE SOUZA – Atacante
  5. WASHINTON TOMAZ FRANCISCO –  Meia
  6. JOHNATH MARLONE AZEVEDO DA SILVA – Meia
  7. JUNIOR JADER FELL – Zagueiro
  8. ELIVELTON MORAES DE ANDRADE – Volante
  9. ROMULO OLIVEIRA MARINHO DOS SANTOS – Volante
  10. JOAO VICTOR DA SILVA COSTA – Goleiro
  11. MARCUS VINICIUS FONSECA MOREIRA – Volante
  12. DANIEL JAIRO FERNANDES DE LIMA – Volante
  13. LUCIANO FRANCISCO PAULINO –  Meia
  14. LEONARDO CASTRO CORREA – Volante
  15. FABRICIO MACEDO DE SOUZA – Goleiro
  16. WELLINGTON RAMOS DA SILVA – Atacante
  17. MATHEUS BETTIO GOTLER – Meia
  18. RODRIGO DINAMITE MARINS DE OLIVEIRA – Atacante
  19. RONI CARLO TEMPORINI – Zagueiro
  20. JOMAR HERCULANO LOURENCO – Zagueiro
  21. ANDREY RODRIGUES SILVA – Meia
  22. BELCHIOR GONZALES PESSOA LINS – Volante
  23. JOAO LOUREIRO NETTO – Meia