Vasco prepara contrato profissional para Thiago Mosquito

Os 16 anos representam uma espécie de maioridade na carreira de um jogador de futebol. Afinal, é a partir desta idade que o atleta pode finalmente assinar um contrato profissional com um clube. Atento a isso, o Vasco finaliza o processo para garantir a permanência de Mosquito, que faz aniversário nesta sexta-feira. O atacante foi o grande nome da Seleção Brasileira sub-15 que recentemente conquistou o Sul-Americano da categoria.

Mosquito

Assim como os demais jogadores que defenderam a Seleção, Mosquito está de férias até o início de fevereiro. Quando voltar ao trabalho, o atacante, seus pais e o Vasco deverão formalizar o vínculo, que terá duração de três anos – o máximo tempo possível da duração do contrato permitido a um atleta de 16 anos. O jogador foi recentemente promovido aos juvenis e não foi incluído no grupo que na madrugada desta sexta-feira viajou para a disputa de um torneio no Qatar.

Quando os pais querem que o atleta fique, é mais de metade do caminho andado para a assinatura, e esse é o caso do Mosquito. O contrato está sendo feito pela diretoria, mas acreditamos que tudo será resolvido tranquilamente. Estamos conversando com os responsáveis do jogador desde o ano passado, e agora que ele completou 16 anos, é dar continuidade – afirmou Humberto Rocha, diretor das divisões de base do Vasco.

O lateral-direito Foguete e o meia Danilo, que também defenderam a Seleção sub-15, deverão assinar contratos profissionais com o Vasco em breve. Mosquito, cujo nome de batismo é Thiago Rodrigues, foi eleito o melhor jogador e terminou o Sul-Americano como artilheiro, com 12 gols em sete partidas disputadas.

Por Gustavo Rotstein para o globoesporte.com

Foguete e Danilo viajaram para o Catar, diferentemente do Meia Matheus Índio e do Volante Heitor Bispo que assim como Thiago Mosquito não viajaram.

Importantíssimo acompanhar o desenrolar dessas negociações que sempre são muito difíceis.

Anúncios