Joia 2012: Luan Garcia é matéria no globoesporte.com

Por Rafael Cavalieri
Globoesporte.com

A idolatria da torcida vascaína com Dedé aponta uma nova tendência em São Januário. Ao invés de vibrarem com os artilheiros ou os criadores do meio-campo, os torcedores exaltam o desempenho de um zagueiro. E as promessas da base querem pegar carona neste sucesso. Luan é um deles. Capitão do time de juniores e figurinha carimbada nos treinos dos profissionais, o zagueiro se inspira no companheiro de clube para realizar o sonho de construir sua carreira na Colina começando já em 2012.

Luan lembrou o início complicado de Dedé no Vasco, quando passou meses sem nem pensar em ser relacionado. Mesmo assim o Mito vascaíno nunca desanimou e hoje colhe os frutos dessa persistência. E é nesta força de vontade que ele se inspira em todos os momentos da própria vida.

Luan Garcia

– Além de ser um companheiro de clube, o Dedé se tornou um amigo. Quando subi, ele me me acolheu e me tratou muito bem sempre me dando conselhos. E não tem como não se inspirar em sua história. Ele chegou desacreditado, ouviu muita coisa depois do episódio em que acabou machucando o Carlos Alberto durante um treino e mesmo assim conseguiu brilhar quando teve a oportunidade. Agora, ele é o principal jogador do Vasco e um dos melhores do Brasil. É um guerreiro que luta e dá a vida pelo Vasco – afirmou.

Apesar da referência e principal fonte de inspiração estar tão perto do seu convívio, outro grande nome que brilhou com a camisa vascaína no passado é lembrado pelos que acompanham Luan em campo. Alto, magro, ágil e técnico, o zagueiro costuma ser comparado, não só no estilo de jogo como também na aparência, a Mauro Galvão. A lembrança deixa a jovem promessa de 18 anos muito orgulhoso, mas ao mesmo tempo ele não quer criar rótulos e sonha em caminhar com as próprias pernas.

– Falam muito isso pelo estilo. Vejo os vídeos dos jogos dele e reconheço algumas coisas, além de considerá-lo um grande zagueiro. Ouvir esta comparação é uma responsabilidade grande para mim. Mas pego as coisas boas e guardo comigo para ajudar. O resto descarto. É legal, só que o que quero mesmo é ser o Luan – afirmou o zagueiro, que também se inspira em Thiago Silva.

Luan sabe que está no caminho certo para realizar o sonho. Na última temporada, conseguiu as primeiras etapas que são treinar entre os profissionais, ser relacionado para o grupo que viaja e ficar no banco de reservas. Só faltou mesmo entrar em campo. Este agora é o prinicipal sonho. Mas antes de voltar a treinar no grupo de cima, foi convocado para disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Capitão da equipe, ele quer confirmar a boa fase e mostrar para a dupla Ricardo Gomes e Cristóvão Borges que merece mesmo a oportunidade de fazer parte dos profissionais.

– Vai ser uma grande oportunidade para mim e para os meus companheiros também. Nosso time está bem preparado e tem tudo para buscar este título – afirmou o jogador, lembrando como foi não só o dia em que treinou pela primeira vez com o grupo principal, mas também quando fez sua primeira viagem e foi relacionado.

– Foi a realização de um sonho. Nos três primeiros jogos do Brasileiro eu fui convocado e em dois fiquei no banco. Espero nunca mais sair. Pelo contrário, agora quero jogar e fazer minha história. Cheguei lá tímido, nervoso, apertando a mão de todos aqueles jogadores que eu apenas via na televisão. Depois fui relaxando. E veio a viagem, que foi inesquecível. A estrutura é completamente diferente da base. É aquilo que sempre sonhamos – relembrou.

No Vasco desde 2006, aprendeu a jogar com firmeza

Luan nasceu em Vitória, mas foi criado em Fundão, interior do Espírito Santo. Filho de vascaínos, jogava bola em escolinhas até que após uma competição local recebeu o convite para ir até o Rio de Janeiro fazer um teste. Confiante, já foi com a papelada toda, ciente de que poderia continuar na cidade grande. E foi o que aconteceu. Entrou para o mirim, foi bem acolhido e iniciou a carreira. Mas, a cada vez que subia de categoria, recebia conselhos valiosos.

O principal deles era que tinha de mesclar técnica com força. Luan primava pela saída de bola com qualidade e era raramente visto chegando com mais firmeza nos rivais. Hoje em dia garante que sabe a hora em que tem de “dar uma porradinha”.

– Eu era técnico demais. Não dava porrada. Hoje sei que tenho de chegar junto e dar chutão quando se faz necessário. Acredito que estou bem mais completo, mas sempre ciente de que a vida no futebol é um aprendizado constante – lembrou Luan, que namora e fora de campo diz ser tranquilo.

Seleção Brasileira é a cereja do bolo

Além de se firmar no Vasco, Luan traçou outro objetivo em sua cabeça para esta temporada: Seleção Brasileira. O zagueiro nunca chegou a ter uma oportunidade nas seleções de base. Mas sabe que assim que começar a aparecer na Colina as portas vão se abrir mais facilmente.

– É o caminho natural das coisas. A Seleção Brasileira é sim um grande sonho, mas mantenho sempre os pés no chão. O primeiro passo é aparecer aqui no Vasco. Quem sabe no futuro eu não consigo fazer como fez o Dedé? Trabalho e força de vontade não vão faltar – finalizou.

Nome: Luan Garcia Teixeira
Nascimento: 10/05/1993
Naturalidade: Vitória, Espírito Santo (ES)
Posição: Zagueiro
Altura: 1,88 m
Peso: 85 kg
Contrato até: 30/6/2015

3 Respostas para “Joia 2012: Luan Garcia é matéria no globoesporte.com

  1. Não fez um bom campeonato junto com o Jumar no sub -20 no Rio grande do Sul,espero que jogue melhor no torneio de São Paulo.

  2. Sem dúvida, será o Grande zagueiro vascaino; afinal é de família a afinidade com a bola. Vamos lá garoto, sucesso.

  3. Ponho MUITA fé nele! Só pude acompanhá-lo pelos jogos transmitidos pela TV, mas sempre me impressionei com ele! Ainda acho que 2012 talvez seja prematuro demais, não sei…De qualquer forma, tem muito potencial!
    Abs

    SV