Com muita luta, Guilherme Costa conquista espaço na Seleção Sub17

A Seleção Brasileira venceu o Equador por 3 a 1 e assumiu a ponta com sete pontos ganhos do hexagonal final do Sul-Americano Sub-17. Os gols foram marcados pelo zagueiro Matheus, o atacante Leo e o meia Adryan. Com a vitória, o Brasil ainda garantiu a vaga no Mundial da categoria e no Pan-Americano 2011, no México.

Com apenas um desfalque – Wallace levou o segundo amarelo na partida contra a Colômbia – o Brasil entrou em campo com Charles, Claudio Winck, Matheus, Marquinhos (c) e Emerson; Misael e Marlon; Lucas Piazon, Guilherme (Hernani) e Adryan (Andrigo); Leo (Pedro Paulo).

Quando a Seleção Sub-17 saiu do Brasil rumo ao Equador para a disputa do Sul-Americano Sub-17, levou na bagagem três objetivos: conquistar a vaga no Mundial 2011 da categoria, no Pan-Americano de Guadalajara e o título do torneio.

Os dois primeiros foram alcançados neste domingo, após a vitória por 3 a 1 sobre o Equador.

Enquanto a equipe do Téquino Emerson Ávila segue seu caminho de péssimo futebol mas de resultados interessantes, o Meia Guilherme Costa, único atleta do Vasco convocado, vem aumentando sua participação pouco a pouco.

Este slideshow necessita de JavaScript.

De nem constar do banco de reservas na primeira partida, passando por uma pequena participação até a titularidade na equipe reserva pela classificação antecipada na primeira fase. Agora no Hexagonal, tem sido titular das últimas partidas e embora sem ser brilhante, tem contribuído decisivamente para a melhora do funcionamento da equipe.

Por opção do treinador, Guilherme este sempre afastado de sua posição durante os períodos de treinamento pois havia o desejo que outros jogadores fizessem a sua função. Com os maus resultados foi necessário recorrer a experiência de Guilherme que está pagando o preço do desentrosamento.

Anúncios

2 Respostas para “Com muita luta, Guilherme Costa conquista espaço na Seleção Sub17

  1. Esse técnico do sub17 tem uns surtos em algumas escalações… lembra o Galdino.

  2. O Guilherme é um jogador que joga para a equipe,não é um diblador,e´um jogador que toca de primeira,sinto ele meio deslocado na seleção,mais tem futuro.
    Abraço.