Centro de Treinamento da Base do Paraná enfrenta greve

O Centro de Formação de Atletas do Paraná, inaugurado em Dezembro de 2008 enfrenta greve dos cerca de 40 funcionários responsáveis por 110 atletas que treinam no local.

O clube do sul do país encontrou uma maneira inusitada de construir seu CT destinado às suas Categorias de Base. Através de um acordo com a empresa Bom Atleta Sociedade Empresarial (BASE) onde em troca de 50% dos direitos sobre os atletas formados pelo Paraná, a empresa entregaria o CT Ninho da Gralha concluído e ainda arcaria com parte dos salários.

Porém, pouco mais de dois anos após a inauguração os funcionários entraram em grave por não terem recebido o 13º e os meses de Janeiro e Fevereiro de 2011.

Por um acordo posterior, a empresa BASE cujos sócios eram o Vice-Presidente das Categorias de Base e pelo Vice-Presidente de Patrimônio do Paraná, passou a ser a responsável solitária pelos salários enquanto o Clube arcaria com as demais despesas.

Segundo Bernardi, representando a empresa BASE, clube e empresa têm se ajudado nos momentos difíceis.

É aquela coisa: quando um não tem, o outro paga. Quando o clube estava mal, a gente ajudou – contou.

O empresário explicou por que o atraso ocorreu.

Fiquei em dificuldades, mas vamos pagar os funcionários, que não têm culpa de nada – declarou ao Bemparana.

Apesar da greve, o dirigente acredita que os treinos das categorias de base não foram prejudicados.

Estamos nessa fase de reapresentação, após o Carnaval, e início de temporada – declarou.

Anúncios

Os comentários estão desativados.