Sub16 do Vasco conquista o 3º Lugar do Future Champions BH

Sáb, 18 de Dezembro de 2010
C.R. Vasco da Gama (5)1×1(4) Everton F.C.
17h no Campus da Uni-BH Estoril

Gol de Yago
Cobranças: Guilherme, Rento, Henrique, Allan e Yago

Vasco: Diego; Eduardo (Renato), Matheus, João e Lucas (Henrique); Waldir, Jonatas (Marquinhos), Jhon (Allan) e Guilherme; Érik (Rômulo) e Yago. Comissão Técnica: Técnico: Kleber de Freitas (Tornado). Coordenador: Antônio Teixeira. Prep. Físico: André Portella. Tr. de Goleiros: Marcelo Pires. Massagista Jacó. Roupeiro: Manfrini. Suplentes: Brenner e Gilson Jr.

Por Rafael Mendes para o Future Champions BH

O Vasco levou a melhor na disputa do terceiro lugar do Future Champions Sub-17: venceu o Everton nos pênaltis por 5 a 4, depois de um resultado de 1 a 1 no tempo normal. A equipe vascaína dominou a maior parte do jogo, mas encontrou grandes dificuldades devido à forte marcação feita pela equipe inglesa.

O jogo começou morno. Muita disputa de bola no meio-campo e as duas equipes se estudando bastante. De início, ninguém arriscava. O Everton entrou novamente com sua postura de marcar com oito homens atrás da linha da bola e tentar chegar à frente em contra-ataques. Com isso, o Vasco tinha mais posse de bola, mas sempre esbarrava na defesa do time inglês.

E logo aos sete minutos da primeira etapa, a estratégia do Everton deu certo. No segundo ataque do time inglês, Hope entrou na grande área e tocou rasteiro para o atacante Forrester empurrar para o gol. O Everton abria o marcador bem ao seu estilo, em mais uma jogada de contra-ataque.

Com o gol sofrido, o Vasco passou a pressionar mais, segurando o Everton em seu campo de defesa. Mas os homens da marcação da equipe inglesa conseguiam neutralizar bem as ações ofensivas do time carioca. Fechavam bem os espaços, tanto pelas laterais quanto pelo meio. Com isso, o Vasco começou a arriscar chutes de longa distância, porém sem sucesso. Até a primeira metade da etapa inicial, o Everton foi impecável na marcação.

O Vasco conseguiu construir sua primeira jogada de perigo no jogo aos 20 minutos, com o lateral-esquerdo Luquinha. Ele arrancou pelo lado esquerdo, driblou três adversários e bateu no alto. A bola desviou em Hammar e passou muito próximo ao gol. Depois dessa finalização, o time carioca embalou. Voltou a ser aquela equipe rápida e de bom toque de bola da primeira fase. Não demorou muito para os vascaínos empatarem o jogo. Aos 22 minutos, Yago recebeu passe na entrada da área, cortou para o meio e bateu rasteiro no canto direito para deixar a partida em núimeros iguais.

Nos dois minutos seguintes do gol de empate, o Vasco criou duas excelentes chances. Primeiro com o jogador Guilherme, que passou bem pela marcação e chutou forte no canto, exigindo grande defesa do goleiro Taudul. Em seguida, com o atacante Yago. Ele recebeu bom passe do lateral Eduardo e finalizou na saída do arqueiro inglês. Mais uma grande defesa do camisa 1 do Everton.

No fim do primeiro tempo, o Everton chegou a assustar, em uma jogada individual do armador Hope. Ele driblou três adversários, mas finalizou em cima do zagueiro Matheus, que fez o corte. E o primeiro tempo terminou empatado, com domínio da equipe vascaína.

A segunda etapa caiu de produção, mas mesmo assim o Vasco seguiu no domínio. O Everton não conseguia manter a posse de bola por muito tempo, cometendo muitos erros de passe ou em lançamentos longos que faziam com que a segunda bola sempre ficasse com os vascaínos.

O Vasco continuou partindo para o ataque, sempre com o armador Guilherme puxando as principais tentativas. Mas a partir dos dez minutos da etapa complementar, começou um verdadeiro show de faltas cometidas por parte do time do Everton. Os jogadores ingleses abusavam bastantes das entradas violentas, e muitos deles foram advertidos com o cartao amarelo.

A partida se manteve assim até o final, quando a equipe do Everton teve uma grande chance para matar o jogo. O meia Hope recebeu lançamento, ganhou da marcação e bateu rasteiro. Diego fez grande defesa e, na sobra, Thomas finalizou com muito perigo à direita do arqueiro do Vasco. E assim terminou o tempo regulamentar. A partida se encaminhou para os pênaltis.

O Everton começou batendo e logo de cara, o meia Lundstram perdeu a primeira cobrança. Em seguida,o Vasco converteu a sua primeira cobrança, com o jogador Guilherme. Nas cobranças seguintes, todos os atletas fizeram os gols, e o jogador Yago deu a vitória aos vascaínos na último pênalti do jogo.

Por André Zuliani para o Future Champions BH

Everton iniciou  as cobranças e o goleiro do Vasco pegou o primeiro penalti. Em seguida Guilherme,  o  camisa 10 vascaíno bateu e marcou, Vasco 1 a 0.
Forrester, do Everton, bateu e igualou o marcador, 1 a 1. Renato fez a  cobrança seguinte: Vasco 2 a 1.
Hope bateu e empatou para o Everton, 2 a 2. Henrique ampliou: Vasco 3 a 2.
O Everton novamente empatou, agora com Grant, 3 a 3. Allan fez mais um para o time carioca. Vasco 4 a 3.
Molyneux tentou novo empate para o Everton mas acabou errando. Última cobrança para o Vasco,  Yago bateu e …. gol.

Vasco 5 x 3 Everton. O time carioca ficou com o terceiro lugar do campeonato.

 

Anúncios

Os comentários estão desativados.