Reforçado, Sub20 do Vasco é goleado pelo América

Sáb, 6 de Novembro de 2010
C.R. Vasco da Gama 1×5 América F.C.
16h no CT do Pedrinho em Seropédica

Gol de Diego Luiz

Vasco: João Victor; Ari, Roni Carlo, Jean Phelipe (Luan Teixeira) e Diogo; Leonardo Corrêa (Luciano ‘Naninho’), Elivélton, Arthur e Allan; Willen e Nilson (Diego Luiz). Técnico: José Galdino. Coordenador: Jair Bragança. Prep. Físico: Newton Martins de Carvalho. T. de Goleiros: Marcio Cazorla. Suplentes: Fabrício, Heitor Aguiar e Washinton.

Com o fim do Sub23, o Técnico Galdino pode contar novamente com os atletas Sub20 cedidos. Trouxe Ari e Diogo para as Laterais, Elivélton de volante, o Meia Allan e o Atacante Nílson, a maioria com experiência no time Adulto inclusive.

Mas a equipe só se comportou como tal até os 19 minutos quando o América abriu o placar com um gol de pênalti. O Vasco que voltou da parada técnica e tomou 3 gols do América em 25 minutos era tudo menos um equipe.

Allan observa Elivélton e Roni na marcação

Não cabe nem analisar atuações individuais, a verdade é que o América fez o que quis com a equipe do Vasco.

Para o segundo tempo, o Técnico Galdino decidiu colocar o Meia Luciano no lugar do volante Leonardo e Diego Luiz no de Nílson. Allan ficou mais atrás ajudando na proteção e distribuindo o jogo. Apesar de uma pequena melhora na atitude da equipe, quem ampliou foi o América e com extrema facilidade.

O Juvenil Luan Teixeira entrou na Zaga e logo nas primeiras jogadas mostrou pelo menos disposição e garra. Diego Luiz em bela jogada fez o gol de honra do Vasco. Isso, juntamente com a movimentação de Naninho pelo meio, deu uma equilibrada na partida. Com isso, Arthur e Allan subiram de produção e o jogo foi assim até seu final melancólico.

Naninho e Luan entram no segundo tempo

O resultado não pode, desta vez, ser explicado apenas como um acontecimento do futebol.

Anúncios

Sub15 do Vasco arranca vitória fora de casa sobre Botafogo

Sáb, 6 de Novembro de 2010
Botafogo F.R. 0x1 C.R. Vasco da Gama
11h no Estádio Caio Martins em Niterói.

Gol de Matheus Índio.

Vasco: Brenner; Macleison, Linderman, Bruce Coutinho (Matheus Silva) e Alex Santos; Igor Nunes, Márcio Alexandre e Matheus Índio (Matheus Pinheiro); Thiago Mosquito, Daniel e Thalles (Renan Diniz). Técnico: Cassio de Barros. Coordenador: Cleytuil Santos. Prep. Físico: Guttemberg. T. Goleiros: Rômulo Rodriguez. Suplentes: Juninho, Loran, Juninho e David Henrique.

O Infantil do Vasco começou com o pé direito a disputa da Semifinal com o Botafogo vencendo fora de casa e com um jogador a menos. A nota triste é que o artilheiro Daniel foi expulso e desfalcará a equipe para a partida em São Januário.

Desde o início o Vasco procurou tomar a iniciativa da partida e a primeira grande oportunidade de gol esteve nos pés do centroavante Daniel, mas quem garantiu o empate nos primeiros 20 minutos foi o goleiro Brenner do Vasco que fez uma defesa fantástica evitando um cobrança de falta.

Índio marcou o gol da vitória

Após a parada técnica, o Vasco voltou ainda melhor, com jogadas de linha de fundo tanto pela esquerda quanto pela direita. Aos 35 minutos num contrataque fulminante que encontrou Thalles pela direita, este passou pelo zagueiro e tocou cruzado rasteiro para a área. O goleiro do Botafogo espalmou e o Meia Índio estava na pequena área para empurrar para as redes.

No segundo tempo o Botafogo voltou com tudo e realmente conseguiu colocar o Vasco mais recuado. Abusando de chuveirinhos, deram muito trabalho ao Goleiro Brenner. O árbitro começou a cometer vários erros, principalmente na parte disciplinar e acabou expulsando Daniel que tentava defender um companheiro.

A essa altura o Vasco já tinha saído do 4-3-3 para o 4-4-2 com a entrada de Renan Diniz na vaga de Thalles com o Técnico Cássio buscando que o Vasco conseguisse aumentar a posse de bola. Mas com a expulsão de Daniel, Mosquito passou a ser o único atacante. E mesmo isolado, ganhou a maioria das jogadas sobre seu marcador e levou muito perigo ao adversário.

O Técnico Cássio foi obrigado a colocar Matheus Silva no lugar do Zagueiro Bruce que pediu para sair com cãibras e colocou o Volante Matheus Pinheiro na vaga de Índio para reforçar a marcação.

Mosquito desdobrou-se no segundo tempo

Com muita luta a equipe conseguiu manter a vantagem no placar. A partida de volta anteriormente marcada para o CT em Seropédica, a princípio será no próximo Sábado em São Januário.

Vale um menção ao Volante Márcio Alexandre que fez várias coberturas importantes, o Meia Índio que enquanto a esquipe esteve completa distribuiu o jogo e para Mosquito que ao ficar sozinho no ataque se desdobrou impedindo que o Botafogo conseguisse pressionar o Vasco pela vantagem numérica.

Outra sinal muito positivo foi a presença dos Coordenadores das categorias que não tinham jogo hoje, Antônio Teixeira do Juvenil e Fábio Fernandes do Mirim, dando suporte a Cleytuil Santos.

Também estiveram presentes à partida alguns jogadores do Mirim que amanhã iniciam a decisão do Carioca contra o Fluminense em São Januário.