Conheça a Coordenadoria de Avaliação e Captação do Vasco

A Base do Vasco está ativa no Mercado!
Entrevista especial para o SempreVasco

Se você tem domínio das técnicas básicas do futebol, valência física, biotipo adequado para posição e vontade de vencer, o Vasco tem interesse em contar com atletas com potencial de se tornarem profissionais.

Para isso o Diretor Executivo do Futebol do Vasco Rodrigo Caetano, após um ano a frente do clube, convidou Juarez Fischer para dirigir o Departamento de Avaliação e Captação no início de 2010.

Juarez Fischer em entrevista para a TV do Grêmio em torneio.

Juarez tem no currículo 20 anos de trabalho no Grêmio tendo desempenhado diversas funções no Departamento de Futebol Amador além de ter comandado o Departamento de Avaliação do Grêmio no período em que Rodrigo Caetano comandou a reestruturação do clube.

Em entrevistas, Rodrigo Caetano procura sempre enfatizar a importância do Departamento de Captação como a concedida em Setembro deste ano ao Site Oficial do Vasco:

Você, hoje em dia, não pode ficar esperando que o menino, o jovem ou um provável talento venha e bata na porta, porque o jogador diferente certamente não vai surgir aos 16, 17 anos. Surge muito antes, está muito precoce. Você tem que ir ao encontro dele, não esperar que ele venha, porque senão, certamente ele não virá ao Vasco ou aos outros clubes. Certamente, ele será desviado.

Considerando ainda que o departamento de Avaliação é a principal porta de entrada dos atletas para os grandes clubes, procurou estruturar o Vasco e hoje o Setor conta além do próprio Juarez Fischer com 3 avaliadores e 2 estagiários.

Entrevista com Juarez Fischer:

O Departamento conta com Avaliadores como Sidnei Santos e Wilson da Costa (ex-jogadores do clube) e Luiz Carlos Junior (ex-coordenador do vasco barra e preparador físico do clube), além de dois estagiários, Thiago Andrade e Wellington Santos – enumera Juarez que explana as diversar formas de um novo atleta chegar ao Vasco.

– Existem 3 tipos de avaliação, buscando assim atender todos aqueles que desejam ser jogador do CRVG, são elas:

  1. Avaliação de Inscritos – Atendemos todos os atletas que queiram realizar uma avaliação no CRVG, esta ocorre de 15 em 15 dias, para meninos nascidos entre 1998 a 1991, mediante a um pagamento simbólico de R$20,00. Ao final desta avaliação selecionamos os melhores para serem avaliados junto ao grupo federado.
  2. Avaliação de Indicados – Esta avaliação consiste na indicação de nossos fornecedores (clubes, empresários, centro de treinamento, equipes profissionais e núcleos oficiais.
  3. Viagens da Avaliação – São viagens feitas por nossos avaliadores, acompanhando nossas equipes em torneios e também quando recebemos convites de diversos lugares do Brasil, pois o apelo popular do clube é muito expressivo.

Atendendo a um dos temas mais enfatizados por Rodrigo Caetano em suas entrevistas sobre os novos métodos da Base Vascaína, ou seja,  ‘ampliar o leque de fornecedores‘, Juarez Fischer explica que num primeiro momento sua atenção esteve mais voltada em apresentar o novo projeto do Vasco da Gama ao Mercado.

Na avaliação fizemos na maioria das vezes um trabalho de relações públicas do clube, porque quando viajamos representamos o clube. Nestas viagens também tentamos abrir espaço para novos fornecedores, mesmo que num primeiro momento não estejamos trazendo nenhum atleta.

A idéia é que a partir do reconhecimento do trabalho realizado no Vasco, mais agentes tenham interesse oferecer seus atletas para avaliação no clube. Por isso é importante trazer credibilidade para o Departamento.

Não temos uma rede de olheiros, não é possível termos olheiros vinculados ao clube, o que fazemos é trazer clubes, empresários, escolinhas, centro de treinamentos e equipes profissionais para serem fornecedores do clube. Podendo ter com o clube apenas uma parceria em algum atleta pontual – revela.

Para que as avaliações sejam o menos subjetivas possível, o Coordenador trouxe uma metodogia desenvolvida ao logo de sua experiência profissional para ser adotada por todos os integrantes do Setor. Mas, uma vez identificado um atleta com condições de jogar no Vasco, ele ainda terá que confirmar seu potencial antes de ser contratado.

A coordenação e os avaliadores atuam diretamente neste processo, juntamente com o treinador da categoria, o atleta passa no mínimo duas semanas treinando com o grupo principal da categoria, podendo estender esse prazo. Ao final desta experiência chega-se a um consenso entre avaliadores e treinador, com a palavra final sendo dada pelo treinador – enfatiza.

O Coordenador ainda explica que o contado entre Avaliadores e as Comissões Técnicas das diversas categorias é constante onde são passadas as necessidades específicas de cada equipe. Assim como os próprios atletas Vascaínos são avaliados pelos mesmo métodos empregados para a escolha de novos atletas, para que não aconteça do clube contratar um atleta de mesmo nível de outra que já se encontra no elenco.

Fischer, à direita, com Clóvis de Oliveira coordenador técnico do Vasco

Os primeiro sinais externos da nova metodologia empregada na Base Vascaína veio com os títulos da categoria Júnior como o OPG no fim de 2009 e o Estadual Carioca em 2010. A equipe acabou beneficiada também por uma política do Futebol Profissional do Vasco em investir em atletas jovens, alguns com idade Júnior, e que ajudaram o grupo a ser campeão antes de estrearem na equipe Adulta.

Anúncios

Uma resposta para “Conheça a Coordenadoria de Avaliação e Captação do Vasco

  1. Legal. Espero que vasco em pelomenos em 2011 já tenha uma equipe cheia de novidades, talentos, e etc. Bora vascão! vamos vencer do flamengo hoje! ( 24 de outubro ) Força vascão! vamo com força! Se eles começarem marcando, vamos virar!!

    SV