Escalado com a 7, Gallo diz que é o seu número da sorte

Jogador sempre usou a 10 nas categorias de base do time de São Januário.

Bruno Gallo finalmente vai ser escalado em sua posição de origem no Vasco. Com Alfredo Sampaio e Antônio Lopes, o jogador já tinha jogado pela equipe da Colina, mas como lateral ou ala esquerdo. Agora, no confronto contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, pela Copa Sul-Americana, ele vai atuar no meio-campo. Além disso, ele herdou a camisa 7, normalmente utilizada por Jean.

Na competição sul-americana, os números são fixos e na lista divulgada pelo Vasco, ele vai ser o 7. Curiosamente, Gallo revela que nas categorias de base costumava atuar com a 10, mas não vê problema em usar o uniforme. Ele até gosta, pois existem algumas coincidências em sua família.

– Existem algumas curiosidades na minha vida com esse número. Eu faço aniversário no dia 7, minha mãe e minha irmã também – conta o jogador.

Gallo faz aniversário no dia 7 de maio. A mãe, Luciana, no dia 7 de setembro, e a irmã, Luma, 7 de dezembro. Animado com a chance dada por Tita, Gallo, que renovou o seu contrato com o Vasco no mês passado por mais três temporadas, espera mostrar o seu potencial para seguir tendo oportunidade com o técnico.

– A equipe contava com o Morais e outros jogadores experientes. Tive paciência e esperei a minha chance. Espero que dê tudo certo – diz o jogador, que se inspira em Kaká, do Milan.

Apesar de gostar do jogador do time italiano, Gallo tem um estilo totalmente diferente de Kaká. O jogador definiu o seu estilo para o torcedor vascaíno.

– Sou um jogador de enfiar as bolas para os atacantes. Não sou muito de conduzir – avisa.

Fonte: Globoesporte.com

Anúncios

Os comentários estão desativados.